Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre o começo e o fim...

Porque a vida não acaba quando o cancro começa... Simplesmente recomeça...

Entre o começo e o fim...

Porque a vida não acaba quando o cancro começa... Simplesmente recomeça...

27.11.18

Sim, está tudo bem...


Cristina Ferreira

toa-heftiba-214333.jpg

 

"Sim, está tudo bem..." é a frase que mais frequentemente os meus lábios pronunciam. O sorriso confiante que exibem esconde e recalca a dor que eu ainda sinto por dentro... Mais do que por mim, por eles, por aqueles que estiveram e continuam a estar sempre do meu lado: eu sou forte, eu sou sempre forte! E ser forte implica sorrir. Sorrir sempre, sorrir a cada dia, sorrir dia após dia... Agradecer a sua presença, o seu apoio, o seu carinho presenteando-os com os meus mais belos e sentidos sorrisos acompanhados sempre de sussurrados, espontâneos e sinceros : "Sim, está tudo bem..."

 

Se foi fácil? Não, não foi... Se é fácil? Não, não é... Se a cada dia que passa fica mais fácil? Sim, talvez fique... Sim, talvez vá ficando...

 

Já passaram mais de dois meses. Tanto mudou e mudou afinal tão pouco. Existe agora, onde outrora era "uma parte familiar do meu corpo" uma estranha e assustadora cicatriz. Em redor dela, perdeu-se parte da sensibilidade... Apesar de o braço já ter recuperado total mobilidade, a mama, o exterior da axila e o redor da omoplata não voltarão a sentir como sentiam...

 

Mas eu estou aqui e eles estão aqui. O meu M., os meus filhos, a minha família, agora e sempre, do meu lado. Por isso sim, uma e outra e outra vez... Como é que eu estou?  Sim, está tudo bem...

8 Comentários

Comentar post