Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre o começo e o fim...

Porque é no curto espaço de tempo entre o começo e fim... que a vida acontece ...

Entre o começo e o fim...

Porque é no curto espaço de tempo entre o começo e fim... que a vida acontece ...

06.09.18

E finalmente fui convocada...

Cristina Ferreira
  Sim desta vez é oficial: finalmente fui convocada! Uma senhora com voz simpática e paciente ligou-me do IPO convocando-me para os próximos procedimentos... Deverei apresentar-me, no IPO, no dia 10 de setembro pelas 8h30 da manhã. Deverei chegar em jejum pois, para o primeiro procedimento do dia, ser-me-á solicitado o meu sangue para analise... Em seguida, serei momentaneamente libertada para ir tomar um merecido pequeno almoço. Após essa ilusória e curta pausa, deverei, (...)
05.09.18

Lotaria macabra...

Cristina Ferreira
  Primeiro vem o medo. Chega de repente, entra de rompante e vem de mão dada com o pânico. Depois sorrateiramente entra a culpa que vasculha minuciosamente na minha história de vida... "Que terei eu feito de errado para merecer isto...?" Informo-me, pesquiso... A necessidade doentia de justificação que sinto crescer dentro de mim sufoca-me... Os dias passam e, finalmente, compreendo que... NADA! Simplesmente nada posso fazer para mudar isto, simplesmente nada fiz para merecer isto
03.09.18

13 de setembro

Cristina Ferreira
  Repito baixinho: "13 de setembro, 13 de setembro, 13 de setembro..." 13 de setembro mas podia ser 11 de setembro ou outro qualquer dia de setembro ou de outro mês qualquer... A 11 de setembro de 2001 eu estava no início da gravidez do meu primeiro filho... Grávida de 2 meses, eu ainda estava de férias e passeava pela Serra da Estrela... Foi ao entrar para lanchar, algures por lá, numa pastelaria cujo nome ou local seria hoje incapaz de recordar, que fomos bombardeados pelas (...)
02.08.18

Corajosa ou medricas?

Cristina Ferreira
  Não, eu nunca pertenci ao grupo das corajosas. Se houvesse um adjetivo para definir o que se é quando se é precisamente o oposto de corajosa... Se houvesse um adjetivo para definir o que se é quando se é aquele oposto colocado numa escala, muitos e muitos degraus abaixo da medricas, seria nesse grupo que eu me incluiria. Sim: degraus e degraus abaixo da medricas! Perante esta nova situação (sim hoje vou apenas e só chamar-lhe "nova situação") que me faz morrer de medo só (...)
11.07.18

Agora, eu e a caixa do correio...

Cristina Ferreira
  A biopsia foi a 7 de maio, e "a espera pelo resultado" foi longa... A espera pelo resultado foi tão, tão longa que, ainda hoje, quando chego a casa, sinto o que eu de forma brilhante e original designei de "trauma da caixa do correio". Sim, sempre que possível, tento ironizar... É a única forma de conseguir juntar forças para tentar ultrapassar o medo que diariamente (...)
19.06.18

Realidade ou ficção...

Cristina Ferreira
    O processo é lento... Tão lento que parece irreal. Imaginário. Ficção. Comparo os últimos meses da minha vida a uma série de televisão. A cada novo episódio que começa, sinto o drama e a ansiedade estilhaçarem-me por dentro... Quando acaba o episódio, desligo a televisão.Lentamente esbate-se a sua lembrança na minha memória... O medo desaparece e volta a doce ilusão da tranquilidade. Delicio-me... Mas algures sei que é só até começar o próximo episódio. 
24.05.18

O meu elefante cor-de-rosa...

Cristina Ferreira
  "Tenta não pensar num elefante cor-de-rosa!"É uma piada? Sim, de facto, os pensamentos podem ser uma coisa engraçada. Os pensamentos podem ser uma coisa. Uma coisa pode ser um pensamento. Uma piada pode ser um pensamento. Um pensamento pode ser uma piada. Um pensamento também pode não ser engraçado. Um pensamento pode ser aborrecido. Um pensamento pode não ser cor-de-rosa. Um pensamento pode ser aborrecido e sombrio! Um pensamento pode ser aborrecido, sombrio e por mais que (...)